Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O melhor Pai do Mundo

Ser Pai é uma experiência que merece ser partilhada. Este espaço é dedicado a todos os Pais que receberam dos seus filhos o título de "O melhor Pai do Mundo".

Pai, alguma vez me mentiste?

pai-alguma-vez-me-mentiste.png

É tão bom quando nos apercebemos da pureza e inocência das nossas crianças. Quando olham para nós e sabemos logo ali que aquele olhar é sincero. Quando falam connosco e percebemos que estão a ser verdadeiros. Porque é que valorizamos estas ações tão básicas? Porque são tão difíceis de encontrar nos dias que correm.
 
E do outro lado? Como se sentem os nossos filhos quando se apercebem que os seus Pais lhes mentiram?
 

Mentir é uma quebra de confiança e muito do que as crianças vêem nos Pais é precisamente confiança. Quem é o Pai que nunca teve a necessidade de mentir aos seus filhos? Se existir algum que atire a primeira pedra. Eu assumo, já tive de mentir ao meu filho. Umas simples de digerir, outras que me deixam de consciência mais pesada.

 
Volta e meia lá vamos buscar a mentira fácil: "Se não comeres a sopa ficas de castigo", esta é tão velhinha que até a minha bisavó já a usava comigo. Depois existem as mentiras de circunstância: “Se arrumares o teu quarto vais ter um presente”, não damos presentes como prémios, o miúdo esquece rápido e não cobra nada. Finalmente as mentiras que magoam mais: “O Pai vai chegar mais cedo hoje”, mesmo sabendo que a reunião que tenho marcada vai prolongar-se. É nestas mentiras que há mais cobrança.
 
Talvez por nos ligarmos muito aos nossos filhos, não gostamos em circunstância alguma de lhes mentir. Eles acreditam piamente na nossa palavra e confiam cegamente em nós. Isto é para manter, sem dúvida.
 
Difícil de explicar é quando as crianças se apercebem que lhes mentiram. Por exemplo, uma mentira de um amigo é complicada de ser ultrapassada. Chegam a um ponto e perguntam “Pai, porque é que as pessoas mentem?”.
 
Ser verdadeiro nos dias que correm pode parecer ingénuo. Mas porquê? Educamos os nossos filhos a serem transparentes e quando se confrontam com o Mundo real deparam-se com um cenário tão diferente que os obriga até a crescer mais depressa que o suposto.
 
Mentir é enganar. É preciso muito descaramento e sangue frio para manter a face sabendo que se está a mentir. Porém, há sempre quem viva de mentiras e consegue safar-se tirando proveito. Acredito na justiça do Mundo e um dia a verdade vem ao de cima. 
 
O Pai

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.